Críticas + recentes por Pablo Villaça

Cinema expresso Love Me (Idem, EUA/Ucrânia/Austrália, 2014)

O documentário alcança um efeito curioso: se inicialmente encaramos seus personagens como indivíduos patéticos, aos poucos passamos a nos importar profundamente com seus sentimentos, aspirações e inseguranças – e, no processo, descobrimos bastante sobre a cultura curiosa retratada pelo filme. 3/5

 

 

Publicidade